Estudando a Constituição do Sujeito…

Estudando sobre a “Escrita de si” e a “Constituição do Sujeito”, cheguei ao artigo “Foucault à luz de Heidegger: notas sobre o sujeito autônomo e o sujeito constituído”, de André de Macedo Duarte, o qual faz parte da obra Imagens de Foucault e Deleuze: ressonâncias nietzschianas.

Duarte, ao se referir sobre alguns dos objetivos de Foucault, dentre eles estudar o sujeito no presente, menciona na voz de Francisco Ortega o seguinte: que “o objetivo final de Foucault foi o de propor uma alternativa ética para o presente, ao estudar as “diferentes práticas (ascese) que permitem ao indivíduo estabelecer uma determinada relação consigo e esboçar diferentes pontos de resistência contra um poder subjacente”(ORTEGA, 1999, p.60).

Esta chamada relação consigo se refere à forma de subjetivação do sujeito, é  a maneira como o sujeito se percebe como tal. Neste sentido surgiu uma dúvida; o que seria esse poder subjacente? Seria talvez o poder que age sobre a subjetividade? Ou seria o poder que age sobre a subjetividade a fim modificar este sujeito?

Estou pensando em como relacionar estas idéias com a constituição do sujeito professor.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: